CBAEM 2015, " />

Blog da SBEM
Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia

CBAEM 2015: Resenha Científica – Cirurgia Bariátrica

Na manhã da quinta-feira 13/08 ocorreu o Simpósio sobre Cirurgia Bariátrica, com a moderação do Dr. Perseu Carvalho (ES) e da Dra. Renata Moretto (ES).

A Dra. Jacqueline Rizzolli (RS) apresentou o tema “Gestação pós cirurgia bariátrica”, trazendo dados sobre a prevalência de obesidade no Brasil e no mundo, incluindo mulheres em idade fértil. Citou a crescente opção pela cirurgia bariátrica como tratamento da obesidade, e a importância dos cuidados relacionados à anticoncepção no período perioperatório (antes e após a cirurgia). A gestação de pacientes pós-cirurgia bariátrica deve ser adequadamente planejada, incluindo avaliação multidisciplinar. Dados indicam melhora da fertilidade em pacientes pós-cirurgia bariátrica, especialmente naquelas com Síndrome dos Ovários Policísticos (SOP) associada à obesidade. Os bebês gerados por pacientes pós-cirurgia bariátrica tem menor incidência de macrossomia fetal em comparação com obesas que não se submeteram à cirurgia, já os dados sobre baixo peso ao nascer são ainda conflitantes na literatura. O ajuste da suplementação nutricional no período gestacional, incluindo proteínas e polivitamínicos, é crucial para a proteção da saúde da mãe e especialmente do bebê.

O Dr. Fábio Moura (PE) iniciou a discussão sobre “Nutrição no pós-operatório tardio e prevenção de sarcopenia” debatendo a perda de massa muscular, associada à redução de desempenho físico, como problema de saúde pública apenas recentemente reconhecido. Reforçou que os métodos de avaliação de composição corporal são muito úteis para identificar os indivíduos com sarcopenia. Doenças metabólicas como diabetes aumentam muito o risco de desenvolvimento de sarcopenia. Reforçou que a ingestão aumentada de proteínas e os exercícios físicos de resistência são os principais métodos de tratamento. Os processos disabsortivos relacionados às principais técnicas de cirurgia bariátrica reduzem em aproximadamente 40% a absorção de proteínas pelo trato intestinal, o que reforça a necessidade de adequado acompanhamento nutricional, dentre outros motivos, para a prevenção da sarcopenia.

O Dr. Fábio Truijlho (BA), Secretário Executivo da SBEM, trouxe dados sobre “Desfechos da cirurgia bariátrica em longo prazo”. Fez uma análise dos diversos aspectos relacionados a desfechos, desde perda e reganho de peso, controle glicêmico, melhora da pressão arterial, até desfechos duros como eventos cardiovasculares e mortalidade, correlacionando com as diferentes modalidades cirúrgicas. As evidências da literatura apontam que o bypass gástrico em Y-de-Roux permanece como a opção que induz melhor controle metabólico, mas a sleeve gastrectomy (“gastrectomia em manga”) vem ganhando popularidade por induzir menor disabsorção. Citou um trabalho que demonstrou redução da incidência de câncer após cirurgia bariátrica, apenas em pacientes do sexo feminino. Trouxe dados que sugerem redução de algumas complicações micro e macrovasculares em pacientes diabéticos submetidos à cirurgia.

Após as palestras, foram discutidos aspectos adicionais da prática no manejo dos pacientes pós-cirurgia bariátrica.

Joaquim Custódio Jr.

Presidente da SBEM Bahia
Membro da Comissão de Novas Lideranças da SBEM


Posted by admin on agosto 13th, 2015 :: Arquivado em CBAEM 2015,Obesidade
Tags :: ,
Você pode deixar uma resposta, ou fazer uma referência em seu próprio site.

Deixe seu comentário

Digite seu comentário abaixo: